Calma moça ele é lento mas não é burro

0
722

Numa bela manhã de Primavera, uma morenaça circulava num bruto automóvel pela planície alentejana.

A certa altura pára, sai do carro e, ao contemplar aquela imensidão dá-lhe uma vontade tremenda de fazer amor.

Desorientada e excitadíssima, olha em redor e vê um pastor alentejano, um latagão encostado ao cajado e de boné meio atravessado. Dirige-se a ele e diz:

– O Sr. desculpe… não faça má ideia de mim… Mas, não gostaria de fazer amor comigo aqui mesmo?

– Atão na havera de gostari? É pra já!

Ela, dando-lhe um preservativo, diz-lhe:

– Então vá pondo isso, que eu vou só ali ao carro preparar-me.

Quando volta, vendo o alentejano a tentar pôr o preservativo pela cabeça abaixo, lamenta-se em voz alta:

– Olha a minha vida!… Onde é que eu vim cair!!! Ouça lá, isso não é para meter aí, homenzinho!!! Olha a minha vida!!…

– Na têjas já prái pensando quê sou burro, eu só tô a alargá-lo, tá bêem?!

Deixa o teu comentário, ele é muito importante para nós!