Ele tinha uma fantasia estranha…

0
2553

A freira entra no taxi, e o motorista não consegue tirar o olhar dela. Ela pergunta o que foi, e ele diz:

– Irmã, eu tenho uma pergunta, mas tenho receio de ofendê-la.

– Meu filho – diz a freira – eu já passei por tanta coisa que nada mais neste mundo pode me ofender. Pode fazer sua pergunta.

– Bem – diz o motorista – eu tenho uma fantasia, de ter uma freira a fazer-me uma “chamadinha”

A freira responde:

– Bem, para isso é preciso: 1) que você seja católico e 2) que você seja solteiro.

– Que coincidência – exclama o motorista – eu sou católico e solteiro!

– Então encosta o carro – diz a freira.

E ela satisfaz a fantasia do motorista. Mas algum tempo depois, o motorista começa a chorar.

– O que foi, meu filho? – pergunta a freira.

– Irmã, eu menti – diz o motorista – Na realidade eu sou casado e sou protestante.

A freira responde:

– Tudo bem, meu nome é José e estou indo num baile à fantasia.