Menos um boneco do presépio

0
231

Estavam uns garotos a brincar no pátio da igreja por alturas do Natal. Até que um deles sem querer esbarra num dos bonecos do presépio e parte-o.

Passado um bocado, chega o padre:

– Quem é que partiu o pastor?

Todos ficam muito calados, até que depois de muita insistência o culpado acusa-se.

– Então tens que pagar o estrago.

– Eu não tenho dinheiro, senhor padre.

– Então paga o teu pai.

– Eu não tenho pai.

– Paga a tua mãe.

– Também não tenho mãe.

– Então não tens ninguém? És sozinho no mundo?

– Não! Eu tenho uma irmã mais velha.

– Pronto paga ela.

– Ela também não pode pagar, não tem dinheiro. É freira!

– Não se diz freira, diz-se esposa de Cristo.

– Ah! Então o meu cunhado que pague!?