Poemas de um alentejano

0
746

Ê vi-te no tê jardim,

Andavas colhendo hortelã!

Ê cá gosto de ti,

E tu?? Hãããããã???

 

Atirê um limão rolando…

À tua porta parô…

Depois fiquê pensando…

Será q o cab*** se cansô??

 

Fui passear o mê canito,

Puxou a trela e deitou-me ao chão,

Foi atrás de um gatito,

Irra f***sse, cum cab***!!

 

Perdi a minha caneta

Lá prós lados da várzea

Se lá fores e a vires….

“Trázea!.”

loading...

Deixa o teu comentário, ele é muito importante para nós!