Uma tarde bem passada com uma marmota

0
729

Certo dia uma rapariga, como era habitual, foi à feira e no regresso a casa antes de apanhar o autocarro passou por 1 peixeiro que por ali estava.

Ela ao ver o peixe tão fresquinho lembrou-se, vou levar umas marmotas para o almoço. Foi então que ao chegar a casa teve vontade de ir fazer um chichizinho.

Nesse momento ela ficou cheia de tesão e lembrou-se da marmota que tinha comprado e foi busca-la e começou a mete-la.

Entre gemidos de prazer a marmota escorregou-lhe das mãos e entrou para lá para dentro e ela desmaiou. Ao chegar a casa o pai chamou por ela, mas ela não respondia. Correu a casa toda e nada! Nisto ele ao ver a porta trancada por dentro chamou filha “-estás ai?” Como ela nada dizia, rebenta a porta e ao vela caída no chão chamou o médico.

O médico chegou e examinou a rapariga, virou-se para o pai da rapariga e disse:

-“Tenho 1 bom remédio para ela!” o pai disse se é remédio esteja à vontade!

-Tenho lá 1 empregado que é bom nisto!

O pai como não tinha outro remédio mandou-o ir buscar!

Já tudo combinado o empregado José vira-se para o pai da rapariga e disse “mas você deixa?” e o pai responde “-claro que sim!, se o médico o diz esteja à vontade!

Nisto ela acorda e o Zé disse à rapariga que o pai dela o deixava a fazer o serviço! Ela ficou logo toda contente e começaram os dois a abanar a barraca.

Como a marmota ainda estava viva, pimba! mordeu-lhe a gaita e ele tira-a para fora.

Pergunta o pai ao médico: ” -Então dr., o que tinha a minha filha?”

-Não sei pergunte ao meu empregado!

-Então Zé o que tinha a minha filha?

-Olhe diga à sua filha que, para quando tiver tesão para meter o dedinho, porque a minha picha não é nenhuma cana de pesca!

loading...

Deixa o teu comentário, ele é muito importante para nós!